in

Lembra daquela brincadeira STOP? Confira 15 relatos que merecem destaque

“Fiquei um tempão pensando em um nome estranho com a letra A para ser diferente dos outros.” — Allehayne Machado

A galera do grupo do BuzzFeed Brasil no Facebook juntou as histórias mais estranhas relatadas no grupo e reuniram todas no ‘Hall da Fama do STOP’

Teve gente até inventando novas ‘profissões’ quando na verdade… PQP! UMA PROFISSÃO COM A LETRA V… Se matam, e na hora lembram que são Veterinários… SHOW!

1. “Onicórnio marelo.”

“A melhor história de stop em família foi quando minha prima colocou ‘ONICÓRNIO’ como animal de letra O. Detalhe: mais cedo ela já tinha zoado e colocado ‘MARELO’ na cor com M. Claro que ‘onicórnios marelos’ viraram uma tradição no stop em família.” — Lina Palhano

2. “Todo mundo se matando pra achar parte do corpo com letra E e nada.”

“Na faculdade depois da prova tínhamos umas três horas livres, e como todo mundo dependia de van ou ônibus fretado, eu e mais dois amigos resolvemos brincar de stop (sem grana pra ir no bar né, kkk).

Eis que sai a letra E.

E todo mundo se matando pra achar parte do corpo com letra E e nada, eu mesma não pensava em porra nenhuma.

Aí o meu amigo gritou ‘STOP’ com todo o orgulho, né, afinal aparentemente ele tinha feito tudo.

Chega na parte do corpo o que ele colocou?

EMBRIÃO.

KKKKKKKKKKKKKK, SIM.

E ainda brigou comigo porque eu disse que não valia, falou que não ia brincar mais e o escambau.

Hoje o apelido dele é Embrião.” — Amanda Fidalgo

3. 🤔

“Já me embananei pra achar nome com G.” — Gabriella Santana Borges

4. “Até hoje não sei se existe alguém com esse nome.”

“Uma vez nós estávamos no final do semestre e a professora deixou a gente jogar stop.

Num momento de desespero eu não sabia escrever um nome com G (isso mesmo, um nome, que é a parte mais fácil do stop) e inventei ‘Garlos’. Até hoje não sei se existe alguém com esse nome, mas elas deixaram passar, haha.

Edit: meu irmão chama Gabriel. 🤷🏻‍♀️” — Sara Elisa Ospedal

5. “Depois percebi que era com a letra D.”

“Já fiz um stop inteiro com a letra C, me gabando que eu tinha terminado primeiro. Depois percebi que era com a letra D, e não C. 😐” — Sarah Gonçalves

6. “Ninguém avisou que o brigadeiro tava batizado.”

“Uma vez serviram brigadeiro de maconha na festa da minha família, mas ninguém avisou que tava batizado, eu comi e fui jogar stop.

Quando eu percebi, tava todo mundo muito perdido no jogo, as palavras com as letras todas misturadas, as planilhas tudo tortas e ninguém conseguindo calcular os pontos direito.

Ou seja: a onda bateu no meio do jogo, rs.” — Cláudia

7. “NINGUÉM foi capaz de lembrar do Brasil.”

“No ensino médio, últimas semanas de aula, quando a gente vai mesmo pra honrar a família com o pagamento daquela mensalidade caríssima, ninguém querendo aula e professor nenhum querendo dar aula, resolvemos brincar de stop (que aqui em Juiz de Fora é ‘adedanha’). Na hora em que chegou num CEP com B teve Bazaquistão, Batias, Bamapá e vários desse naipe, mas NINGUÉM foi capaz de lembrar do Brasil.” — Bárbara Oliveira

8. “E ainda fiquei pistola quando minha irmã me corrigiu.”

“Quando criança eu sempre brincava com a minha irmã. Um dia saiu a letra M. Na hora de corrigir o objeto com M eu soltei ‘mofada’ com a maior seriedade e convicção e ainda fiquei pistola quando minha irmã me corrigiu dizendo que não existia ‘mofada’, e sim almofada.” — Bruna Ferreira

9. “Mas é de plástico.”

“Uma vez, eu e meu irmão estávamos jogando stop com nossos amigos. Eis que cai a letra H e meu irmão teve a brilhante ideia de colocar hóstia como objeto. Todo mundo reclamou, obviamente, e ele falou ‘mas é de plástico, aquela que enfeita o altar’. A partir desse dia, vale QUALQUER COISA de plástico no objeto, o que facilitou muito nossas vidas.” — Juliana Dorizotti Franco

10. “EU ACEITEI DAS OUTRAS VEZES MAS AGORA CHEGA!”

“Meus irmãos estavam jogando stop com minha sobrinha mais velha. Uns minutos depois só escuto uma gritaria: ‘EU ACEITEI DAS OUTRAS VEZES MAS AGORA CHEGA!’ Fui ver o que tinha acontecido, peguei a folha da minha sobrinha e tava assim… Animal com E: esquilo. Objeto com E: esquilo de pelúcia. Animal com J: jacaré. Objeto com J: jacaré de pelúcia.” — Alana Gonçalves

12. “Meu nome é ALLEHAYNE.”

“Fiquei um tempão pensando em um nome estranho com a letra A para ser diferente dos outros.

Meu nome é ALLEHAYNE.” — Allehayne Machado

13. “Espaguete? Extrato de tomate?”

“No mercado tem, com E: Espaguete? Extrato de tomate? Empacotador?

Eu: ‘EM PÓ.’

??????” — Andiara Bueno

14. “Em ‘carro’, minha amiga colocou ‘Anta’.”

“Tava jogando stop com minha mãe e umas amigas quando sorteamos a letra A.

Uma das categorias era carro, e uma das minhas amigas colocou ‘Anta’. Ela confundiu com aquele que chama ‘Besta’ (e que existe!).” — Mariana Rodrigues

15. “A história é verídica e se passa dentro de uma clínica psiquiátrica.”

“A história é verídica e se passa dentro de uma clínica psiquiátrica. Estávamos jogando stop com categorias ‘terapêuticas’: sentimento, emoção, lembrança antiga… A letra era G. Em sentimento eu usei GARIMPO. E convenci os dois terapeutas de que eu estava em uma nova fase, na qual garimpava sentimentos bons. Eu ganhei meus pontos.

Todo mundo usou gratidão.” — Isabella Pina

 

Qual foi sua reação ao ver esse post?

0 PONTOS
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

Comentários